set

28

Aeróbico: antes ou depois da musculação?

Vamos iniciar esse post esclarecendo os significados de alguns termos:

1. Exercício aeróbico ou aeróbio é aquele em que o oxigênio participa do processo de geração de energia dos músculos. Esse tipo de exercício trabalha geralmente uma grande quantidade de grupos musculares de forma cíclica e em baixa intensidade. Andar, correr, nadar e pedalar , são alguns dos principais exemplos de exercícios aeróbicos.

2. Exercício anaeróbico ou anaeróbio refere-se àquele sustentado sem a presença de oxigênio, utilizando apenas os substratos já existentes no organismo. Podem ser realizados em grandes e/ou pequenos músculos, em alta intensidade. A musculação pode ser considerada um exercício essencialmente anaeróbio.

A maioria dos movimentos humanos, sejam eles com grandes ou pequenos músculos, cíclicos ou não, podem ser aeróbicos ou anaeróbicos, dependendo da intensidade aplicada.

Todo e qualquer planejamento de exercício físico varia de acordo com o objetivo dele, pois ele é a sua essência.  Se o o objetivo é correr uma maratona, o treinamento visará a melhor performance possível, dentro das condições particulares do indivíduo. Se o objetivo é estético, “perder” a barriga e definir o abdômen por exemplo, deve-se visar a máxima perda possível de gordura e conservar (ou até aumentar) a massa muscular. Aqui nos deteremos a compartilhar informações sobre o objetivo estético de definir o abdômen de forma saudável.

Como a musculação é predominantemente anaeróbica, tem como fonte de energia principal o carboidrato. Portanto, ao final de um treino com pesos, o organismo esta com bem menos carboidrato do que quando iniciou.

Dentro dessa perspectiva, recomendamos o AERÓBICO PÓS MUSCULAÇÃO, nesse caso em baixa intensidade. Com menos carboidrato no corpo o organismo irá acelerar a utilização de gorduras no exercício AERÓBICO.

Quando iniciamos um exercido AERÓBICO de baixa intensidade em condições normais, demora-se de 20 a 30 minutos para ocorrer o predomínio de utilização da gordura sobre o carboidrato para manter a atividade. Se realizarmos a musculação previamente, essa utilização de gorduras é acelerada consideravelmente.

Para evitar que se atinja o famoso “catabolismo muscular”, que nada mais é do que a degradação das proteínas musculares para se transformem em carboidratos, recomendamos que se faça NO MÁXIMO 45 minutos de AERÓBICO PÓS treino. Essa estratégia é muito eficaz pois maximizamos a queima de gordura sem perder a musculatura, tão fundamental na obtenção do corpo definido.

Fiquem ligados nas dicas para maximizar seus ganhos. Os detalhes fazem toda a diferença. E continuem RUMO AO SINISTRO.