out

22

Musculação X Corrida

Seguindo a ideia do post de 5 de outubro sobre musculação X artes marciais hoje vamos mostrar como conciliar os treinos de musculação e corrida, entendendo a melhor organização para que um não tenha interferência negativa sobre o outro.

Primeiro o mais importante: cada pessoa tem um OBJETIVO diferente (que pode ser, por exemplo,  ficar com a perna “torneada” – musculatura desenvolvida e pouca gordura – ou pode ser baixar o tempo na corrida de 10 km, ou os 2 objetivos supracitados AO MESMO TEMPO, dentro das reais possibilidades).

Quando falamos em performance na corrida, o objetivo (de maneira geral) é fazer no menor tempo possível a prova de interesse, sendo ela de 5, 10, 15, 21 ou 42 km. Sendo assim, a definição muscular das pernas e glúteos, poderá vir ou não, de acordo com o nível físico que o indivíduo se encontra, o tipo de treino e a alimentação que este realizar. E como todos sabem, o benefício cardiorrespiratório com a corrida é muito grande.

Já na busca pelas pernas torneadas, todo detalhe em prol do desenvolvimento muscular e da perda de gordura se torna a principal preocupação. Então, estratégias de dieta e suplementação, bem como a manipulação dos treinos, são cuidadosamente elaboradas neste sentido: maximizar o anabolismo (ganho, síntese) muscular, desenvolvendo e mantendo a musculatura, e maximizar o catabolismo (perda, quebra) de gordura, diminuindo a adiposidade.

Quando se realiza as 2 atividades combinadas, também deve se levar em consideração o menos importante; por exemplo, uma mulher diz: “quero prioritariamente definir as pernas e glúteos, mas não quero deixar de correr e fazer provas de 10km a cada 45 ou 60 dias”. Neste caso é importante deixar os treinos de perna distantes um do outro e deixar o treino longo de corrida (que se caracteriza por distâncias iguais ou superiores a 8 km) com pelo menos um dia de intervalo. Ou talvez perto do dia da corrida diminuir de 2 para um o treino de perna na musculação. Aqui segue uma divisão de treino adequada para este caso:

Domingo
Treino longo de corrida (8 km, baixa intensidade, deixe os 10km somente para o dia da prova, para evitar a perda de musculatura).

Segunda-feira
Descanso

Terça-feira
Treino musculação (perna ênfase em quadríceps) + 20 min corrida baixa intensidade

Quarta-feira
Treino musculação (membros superiores) + 20 min corrida baixa intensidade

Quinta-feira
Descanso

Sexta-feira
Treino musculação (perna ênfase em glúteos e posteriores) + 10 minutos de corrida,  5 tiros de 400 m ou 2 tiros de 1000 m

Sábado
Descanso

Cada caso tem suas particularidades e isso remete à necessidade de uma elaboração específica dos treinos, dieta e suplementação. Converse com seu treinador, seu nutricionista e seu médico, pense e explique seu caso, elabore a melhor rotina para suas prioridades, e caminhe RUMO AO SINISTRO.